Caerdes

Confira as tendências da nutrição entre alimentos naturais para o ano-novo

Whole Foods Market Inc, rede multinacional de supermercados dos Estados Unidos que comercializa produtos e alimentos naturais, orgânicos ou sem conservantes, sabores, cores e gorduras artificiais, divulgou recentemente seu relatório de tendências nutricionais para o ano-novo.

O varejista da Amazon consultou seus parceiros ao redor do globo, desde sommeliers até especialistas em carne, e analisou os hábitos alimentares de 2017. Assim, descobriu quais alimentos vão sair das estantes em rumo crescente ao estrelato.

Em 2017, a tendência principal foram as Pulse Foods (proteínas vegetais) e, em 2018, as novidades serão florescogumelosbebidas gasosas de baixa caloria e superfoods em pó, queridinhas para virar tendência. Pelo que indica a Whole Foods, o mercado de produtos naturais promete girar em torno de tais elementos.

Além disso, os parceiros enfatizaram a transparência na informação dos produtos como assunto promissor. Os consumidores estão cada vez mais exigentes sobre o que eles comem e os fabricantes responderam com uma infinidade de rótulos: livres de GMO (transgênicos), cultivados de forma responsável, e comércio justo, por exemplo.

Confira a lista das principais tendências da nutrição:

Flores: lavanda, rosa e hibisco são alguns exemplos de flores que tendem a crescer no mercado, em leites e snacks.

Superalimentos em pó: matchá e cúrcuma já conquistaram o público em 2017 e em 2018, além deles, a maca peruana e o cacau marcam a lista de tendências, aparecendo em barras de nutrição e até sopas e carnes.

Cogumelos: cada vez mais presentes em café e chás.

Do Oriente Médio: especiarias como harissa, cardamomo e zátar virarão tendência.

Snacks aerados: chips mais secos e crocantes substituirão os gordurosos das prateleiras.

Aproveitamento integral dos alimentos: talos, folhas, sementes e cascas! Receitas preparadas com diversas partes de frutas, legumes e vegetais são tendências para inovar.

Leites vegetais: “leites” de castanhas, amêndoas e aveia estarão listados nas receitas.

Produtos plant-based: produtos que são parecidos visualmente – e até têm gosto similar – a carnes, laticínios e derivados, como por exemplo os hambúrgueres veganos, mas têm como base alimentos vindos da terra, como soja e feijão.

Bebidas com gás: prepare-se para a explosão de bebidas gasosas e espumante, como sodas com frutas e chás, com bem menos açúcar do que refrigerante comum.

Foto: barnimages.com/Creative Commons

Via The Greenest Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »